No último dia 23, estudantes ergueram barricadas em diversos estados do país

Atendendo a um chamado da Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia (ExNEPe), estudantes de diversos estados
ergueram barricadas no último dia 23 contra a privatização das universidades brasileiras. A mobilização fez parte do Dia Nacional de Luta em Defesa do Ensino Público e contou com atividades em diversos estados do país. Neste ano, o movimento estudantil teve dificuldade de se articular nacionalmente e fazer grandes mobilizações, como aconteceram em anos anteriores.

IMG_20171123_083851407 (1)

A agenda massiva de lutas deste ano foi hegemonizada pelos sindicatos e centrais sindicais, que não se mobilizavam nesta proporção há muito tempo. Embora houve intensa participação da juventude e do movimento estudantil nos diversos atos convocados pelos sindicatos, a pauta deste ano girou em torno da reforma da previdência e trabalhista. Nesta reta final do ano de 2017, a juventude e o movimento estudantil ampliaram as pautas e mostraram seu protagonismo histórico, além da radicalidade na ação em defesa da universidade pública brasileira, constantemente ameaçadas pelos governos.

Em Dourados, os estudantes se somaram aos técnicos-administrativos da UFGD que estão em greve e fizeram o bloqueio da Rodovia Dourados – Itahum por diversas horas. Os estudantes armaram barricadas com pneus em chamas e distribuíram um panfleto próprio para os veículos que aguardavam a liberação do bloqueio.

panfletoestudantes

As mobilizações também aconteceram no Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rondônia, Goiás e Bahia. Para mais informações acesse a página da ExNEPe no facebook.